Categoria: Dicas

Capa de 'Quem bate é o frio: como proteger seu pet no inverno'

Quem bate é o frio: como proteger seu pet no inverno

As temperaturas baixam um pouco e lá está você debaixo das cobertas. Não poderia ser diferente com seu melhor amigo: apesar de possuírem uma pelagem que os protege do frio, às vezes esta não é suficiente. É preciso deixa-los confortavelmente aquecidos, principalmente os idosos e filhotes, que ficam mais suscetíveis às doenças típicas da estação.

Saiba quais são os cuidados que você pode tomar para que seu pet não fique com frio ou até mesmo gripado:

Elas deixam os pets um charme, é verdade. Várias opções estão disponíveis no mercado, mas as roupas nem sempre são necessárias. Apenas vista seu pet se perceber que ele realmente sente frio. Do contrário você pode causar uma hipertermia (quando a temperatura corporal sobe além do esperado) ou até mesmo uma doença de pele.  A melhor opção são as roupagens de algodão, no entanto alguns pets são sensíveis aos tecidos utilizados e podem se sentir desconfortáveis. Portanto, se ele tentar tirar as roupas ou não agir naturalmente, é melhor não vesti-lo.

Os cães conseguem suportar um frio maior que o ser humano.  Então como saber se meu pet 

está com frio?

Sinta a temperatura das orelhas, patas, focinho e  pelo. Se estiverem geladas e seu pet estiver 

tremendo, provavelmente ele está com frio.

 

Nunca deixe seu pet na chuva ou em locais desprotegidos. Os que vivem fora de casa devem ter um abrigo próprio com cobertura. Forre o espaço com papelão ou um estrado para prevenir a troca de temperatura com o chão frio. Faça uma cama com panos ou mantas para protegê-lo ainda mais. Para os pets que vivem dentro de casa um leito em um local aquecido já é o suficiente.

Os pets devem ser bem secos após o banho e a água deve ser morna. Alguns médicos veterinários recomendam ainda que a frequência do banho seja diminuída nos períodos de frio. Quanto às tosas, é bom maneirar. A pelagem é a proteção natural do cão contra o frio e, por isso, deve ser mantida.

Estimule brincadeiras que mantenham os pets ativos. Além disso, prefira as horas mais quentes do dia para passear. Aproveite para se espreguiçar com seu pet sob um bom banho de sol!

No inverno aumenta a recorrência de doenças respiratórias, como gripe, bronquite, infecções da traquéia e asma. Proteja seu pet levando-o ao médico veterinário e providenciando vacinas necessárias, como contra a gripe canina ou felina. A qualquer sintoma, como tosse seca, espirros, desânimo, falta de apetite ou excesso de secreções, é recomendado que um médico  veterinário seja consultado.

 

Fique sempre de olho, mas proteja seu pet respeitando a natureza dele!

Happy pet. Happy you.