Categoria: Cães

Capa de 'Pug: características da raça'

Pug: características da raça

Os cães da raça Pug fazem muito sucesso com quem tem crianças em casa ou mora em apartamentos pequenos. Com um jeito brincalhão e amigável, de nariz achatado, porte pequeno e pernas curtas, eles se tornaram muito populares no Brasil.

A seguir listamos algumas das características da raça, como origem, personalidade e cuidados com a saúde do animal.

 

Origem

De origem chinesa, acredita-se que os Pugs nasceram do cruzamento do cão Pequinês com o Mastin. Os Pugs entraram no continente europeu inicialmente por meio de negociações com países como Portugal, Espanha, Holanda e Inglaterra, no século XVI.

 

Características

Pesando entre 6,3 kg e 8,1 kg, os Pugs são considerados pesados se comparado a sua estatura, devido a este fato, possuem uma aparência um pouco quadrada. Sua cabeça é uma das características mais marcantes e originais da raça: redonda quando vista de frente e com o focinho chato quando olhamos de perfil. Os olhos são muito arredondados e um pouco saltados, as orelhas são pretas e possuem típicas rugas profundas na cabeça.

A cauda do Pug é curta e fortemente enrolada, sendo a cauda com duas voltas a ideal para os criadores da raça. Eles podem se apresentar em duas cores, a fawn (ou abricot) é a cor mais conhecida com tons de areia e o focinho preto, ou então ele pode ser inteiro preto.

 
Personalidade

Por serem muito apegados aos seus donos e extremamente carinhosos, os Pugs são considerados “cães de companhia”.  Eles adoram brincar, têm um temperamento equilibrado e são muito sociáveis, por isso é fácil introduzir outro animal em casa quando já tem um Pug.

Eles se dão muito bem com idosos e também com crianças, por isso são a primeira opção para uma família que queira inserir um cão na casa. Também se adaptam muito bem a pessoas e ambientes estranhos, portanto não terá problemas em levá-lo com você a uma viagem mais longa.

 

Cuidados e saúde

O primeiro ponto a ser observado nos Pugs é sua tendência à obesidade, por isso limitar o consumo de comida para esse cão é essencial para sua saúde. Praticar exercícios físicos constantemente também é muito importante, mas sempre tomando cuidado: devido ao seu nariz ser muito achatado, esta raça tem dificuldade para respirar. Intercale sempre exercícios leves com pausas prolongadas à sombra, deixando sempre água à disposição para ele fazer a reidratação.

Outro ponto de atenção é que os Pugs são extremamente sensíveis a altas temperaturas, podendo sofrer de hipertermia. Em dias muito abafados e secos, evite fazer exercícios com seu cão e deixe-o em um local fresco e arejado.

Eles são cães que soltam muito pelo, por isso o ideal é fazer sua escovação diariamente para retirar os pelos mortos e para que sua pelagem fique sempre bonita. Seus olhos também precisam de cuidados por serem saltados, limpe-os sempre com um algodão com soro fisiológico e caso perceba alguma secreção, leve seu cão ao veterinário.

 

Tem um Pug ou está querendo ter um para chamar de seu? Conte nos comentários!

 

Happy pet. Happy you.