Categoria: Cães

Capa de 'Latido de cão: saiba os motivos'

Latido de cão: saiba os motivos

O latido de cão pode incomodar e não saber qual o motivo ou como proceder é a maior reclamação dos tutores, principalmente aqueles que moram em apartamento e dispõem de pouco tempo para dar atenção aos seus animais. Nesta matéria, mostraremos quais são os principais motivos do latido de cão e como fazer ele parar.

 

Pedido de atenção

Os cães podem latir para chamar a atenção do seu dono para algo que ele queira muito, seja uma comida que o tutor está na mão, seja para sair para brincar, abrir uma porta ou subir no sofá. A única forma de comunicação que seu amigo peludo conhece é o latido e, caso você ceda aos seus pedidos todas as vezes que ele latir para chamar atenção ou pedir algo, você apenas irá incentivar a atitude dele.

Dar broncas no cão não irá resolver este problema, ele vai apenas entender que você está dando a atenção que ele quer. O que pode ser feito é ignorar seu pet até que os latidos cessem e, aí sim, fazer o que ele pediu. E ignorar significa não olhar para ele e não falar com ele, não dê nenhum tipo de atenção ao animal e oriente todos os membros da família a agirem da mesma forma.

É importante que quando o cão estiver mais calmo e os latidos tiverem cessado, você dê alguma recompensa ao animal, para que ele entenda que é aquele tipo de comportamento que fará com que consiga o que tanto deseja.

 

Territorialismo

Muitas vezes seu cão pode latir ao perceber outros animais passando na rua ou até mesmo pessoas. Isso acontece por que ele quer defender seu território de estranhos e late para afastar quem estiver chegando perto da casa. Ele também pode ter medo que esses desconhecidos façam algum mal contra ele ou seus donos, e o instinto do pet nesta hora é latir o mais alto possível para espantar.

O problema neste caso pode ser o confinamento do cão dentro de um apartamento ou no quintal da casa. Por não ter para onde correr, o cão se sente ameaçado por tudo que passa na calçada e a única reação que ele tem é latir para se proteger.

Tente deixar o máximo de espaço para seu cão poder se movimentar e, no caso de apartamentos, procure deixar as janelas fechadas para que a visão externa seja bloqueada e ele não se sinta ameaçado pela movimentação da rua. Em alguns casos, é necessário tirar o cão do quintal ou do local no qual ele consegue visualizar a calçada, assim os latidos irão cessar e o animal não se estressará mais ainda.

 

Falta de atividade física

Essa pode ser a causa mais comum dos latidos dos cães, principalmente em raças que precisam gastar muita energia durante o dia e ficam confinadas em espaços pequenos. Se você deixa seu cão por muito tempo sozinho e sem estímulos, ele ficará entediado e isso será mais um motivo para que os latidos comecem.

Procure sempre passear com seu animal, o ideal são dois passeios por dia, um no começo da manhã e outro no final da tarde ou começo da noite. Caso você não tenha essa disponibilidade e não conheça um vizinho que possa lhe ajudar nessa tarefa, procure deixar brinquedos para ele se distrair quando você não estiver em casa.

 

Doenças ou dores

Muitas vezes o cão pode estar latindo por apresentar alguma coisa errada com seu organismo que não conseguimos detectar à olho nu. Ele pode estar com dores musculares, dor de ouvido, algum membro fraturado ou com infecções e inflamações diversas. Se perceber que ele está com o comportamento diferente do normal, mais amuado ou prostrado e seus latidos se mesclam com uivos ou “reclamações”, leve seu animal até um Médico Veterinário para que ele possa fazer o diagnóstico e o tratamento corretamente.

 

É importante lembrar que de nada adiantará maltratar ou bater no seu pet quando ele latir, ele não entende que o latido é algo errado, pois é uma ação de sua natureza. Esse ato irá deixar seu cão ainda mais estressado e os latidos se tornarão cada vez mais constantes. Se necessário, use sempre a mesma palavra de ordem para que seu amigo pare de latir, como, por exemplo, “quieto”, ele não entenderá comandos mais complexos e ligará sempre essa palavra à mesma ação.

Caso o problema persista, procure um especialista em treinamento animal que poderá cuidar dessa situação da melhor forma possível.

 

Happy pet. Happy you.