Categoria: Gatos

Capa de 'Gato agressivo: saiba o motivo'

Gato agressivo: saiba o motivo

Muito se fala em comportamento agressivo por parte dos gatos e a maior parte das pessoas acredita que esta conduta é normal, devido ao temperamento dos felinos. Este tipo de pensamento é errado, e não procurar as causas e possíveis soluções para a agressividade dos gatos é um grande problema.

Muitas vezes, as agressões são influenciadas inconscientemente enquanto os gatos ainda são filhotes e seus tutores influenciam o pet a morderem ou arranharem enquanto brincam. O hábito pode se tornar um problema e o gato crescerá achando que a agressividade é uma prática comum.

Além deste motivo, existem outras situações que devem ser analisadas. Vamos dividir as agressões em alguns tipos, apresentando suas particularidades e algumas medidas que podem ser tomadas para tornar seu gato menos agressivo.

 

Agressividade por doença ou dores

Antes de fazer um diagnóstico de distúrbio comportamental o primeiro motivo que precisa ser descartado é se o comportamento agressivo do gato tem origem em dores ou em algum tipo de doença. Isso por que, caso o gato esteja debilitado, ele saberá que sua habilidade para fugir está comprometida e te atacará assim que você tentar acariciar ele. A partir do momento em que você perceber alterações comportamentais em seu gato, leve-o ao veterinário para que seja feito um diagnóstico correto.

 

Agressividade ofensiva ou induzida por carinho

Pode soar estranho, mas este é o tipo de agressão mais relatado por donos de gatos. É muito comum felinos que deixam seus donos fazerem carinho por um determinado período e, sem avisos, atacar com mordidas ou arranhões. Muitas vezes o pet apresenta um comportamento confuso durante o ataque e, após a agressão, ele se lamberá devido ao elevado nível de estresse. Acaricie o gato por pouco tempo, evitando que ele fique estressado. É comum também estes gatos tentarem encurralarem os donos ou bloquearem alguma passagem da casa. Quando isto acontecer, ignore o pet enquanto ele tenta te controlar e volte a dar atenção apenas quando você e ele estiverem mais calmos.

 

Agressividade defensiva

Quando sentem medo, são introduzidos em um ambiente estranho, passam por situações indesejadas ou encontram pessoas/bichos diferentes, os gatos se comportam de forma defensiva e isso pode gerar estresse resultando em agressividade. Muitas vezes estes gatos sofreram traumas quando filhotes ou têm algum tipo de medo, animais assustados tornam-se muito agressivos. Nestas situações os sinais são claros: seu gato ficará em uma posição que o fará parecer maior do que realmente é, com o rabo esticado, pelos eriçados e a parte de trás do corpo mais alta. Para evitar o ataque e estimular um comportamento menos defensivo, de uma distância segura apresente ao gato um brinquedo ou petisco que ele goste. Caso o pet se acalme, dê a recompensa para ele.

 

Agressão territorial

Alguns felinos possuem um perfil muito dominante e apresentam comportamentos agressivos para mostrarem que o território é deles. Com a inserção de novos animais em seu território, é normal que o gato adote alguns tipos de condutas e ataque os novos amigos. Nesta situação, o melhor a ser feito é produzir sons que tirem o gato daquele estado de estresse e interrompam as agressões.

 

 

Agressão redirecionada

Quando passam muito tempo sozinhos sem ter como extravasar suas energias com brincadeiras, eles irão redirecionar tudo que está acumulado atacando outros bichos ou humanos sem razão alguma. Para evitar este tipo de comportamento, procure sempre brincar com seu gato usando varinhas com brinquedos na ponta, bolinhas de papel ou cordas. Outra situação que desencadeia a agressão direcionada é quando o gato sente o cheiro ou vê outro bichano em um local que ele não terá acesso. O animal ficará nervoso e poderá descontar sua agressividade na primeira pessoa ou bicho que passar na sua frente.

 

Conhecendo a causa do problema da agressividade de seu gato, fica fácil achar uma solução para acabar com este tipo de comportamento. Lembre-se de nunca confrontá-lo ou tentar puni-lo quando ele estiver te atacando. Caso isso aconteça, você estará apenas contribuindo para que o comportamento do gato seja cada vez mais agressivo. Procure a ajuda de um Médico Veterinário ou profissional especializado caso os problemas persistam.

 

Happy pet. Happy you.