Categoria: Dicas

Capa de 'Dicas e cuidados para fazer trilha com os pets'

Dicas e cuidados para fazer trilha com os pets

Já pensou em fazer uma trilha e partir para a aventura na companhia do seu melhor amigo? Essa ideia é uma excelente alternativa para que os pets pratiquem atividades físicas e mantenham-se saudáveis. No entanto, é preciso se lembrar de que, assim como nós, os pets também enfrentam dificuldades ao praticar caminhadas por trilhas pela primeira vez.

Antes de fazer esse tipo de passeio, alguns cuidados precisam ser tomados para garantir a segurança e a diversão com seu amigo.

 

Confira abaixo algumas recomendações:

 

1. Consulte o veterinário do seu pet para verificar se ele tem o porte certo para a atividade. Nem todas as raças caninas são apropriadas para caminhadas longas.

 

2. Antes de sair de casa procure por trilhas em que é permitido levar cães. Além disso, analise com antecedência as dificuldades da trilha, pois dependendo do caminho o seu cão pode sentir muita dificuldade.

 

3. Tenha cuidado com a alimentação do seu pet. Não o deixe fazer atividade física de barriga cheia. Porém, lembre-se de que ele também não deve fazer exercício em completo jejum.

 

4. Respeite o ritmo do seu pet. Sempre que necessário faça pausas, de preferência na sombra, e ofereça água para que ele possa se refrescar.

 

5. Fique atento ao tempo do percurso. Ainda que seu pet demonstre ter energia o cão não tem limites, ele não sabe dizer "eu não aguento mais".

 

6. Proteja o cachorro de parasitas. Além de insetos, a mata também abriga carrapatos, pulgas, vermes e até mesmo o mosquito transmissor da leishmaniose. Por esse motivo, confira o cartão de vacinas dele e consulte o veterinário sobre qual é o melhor repelente a ser usado.

 

7. Certifique-se de que seu pet irá obedecê-lo. É necessário que o cão esteja minimamente treinado para lhe acompanhar na coleira sem que a atividade se torne cansativa, obedecendo a comandos simples como: pare, não e vamos.

 

Lista de itens necessários

 

Coleira e guia: para garantir que o seu cão não se perca;


Garrafa d’água: para hidratá-lo sempre que ele começar a ofegar;


Identificação: presa à coleira e com informações de contato, caso o pet se perca;


Sacos plásticos: para manter a trilha sempre limpa;

 

Além de todas essas dicas recomenda-se fazer trilhas sempre acompanhado de um profissional. Hoje em dia existem algumas empresas especializadas neste tipo de passeio radical como, por exemplo, a Gang do Zeca formada por adestradores, veterinários e monitores, que realiza o evento Gang na Trilha.

Caminhar com seu pet pode se tornar um hábito prazeroso e saudável para ambos, além de permitir a interação com o meio ambiente com muita liberdade e segurança! 

 

Happy Pet. Happy You.