Categoria: Cães

Capa de 'Curiosidades sobre os cães'

Curiosidades sobre os cães

            Os cães são animais incríveis. Eles têm encantado o homem com sua inteligência, lealdade e afetuosidade há milênios.  Durante todo esse tempo temos visto coisas muito curiosas sobre os cães, sobre seu comportamento, suas habilidades e sua importância para a humanidade. Para entender melhor essas características dos nossos melhores amigos caninos, veja no artigo abaixo detalhes muito interessantes sobre os cães.

 

De onde veio o cão?

           

            Essa é uma dúvida muito comum. Afinal, como eles viviam na natureza? Como vieram parar nas nossas casas e hoje vivem tão dependentes de nós? Bom, primeiramente, o cão doméstico que conhecemos hoje é um animal resultante de uma longa e criteriosa seleção que o homem fez tornando um animal selvagem em um pet.

           

            O principal ancestral do cão é o Lobo Cinzento - animal que existe até hoje em vida selvagem, e que se aproximou do ser-humano há muito tempo atrás, em busca de restos alimentares. Essa aproximação se mostrou interessante para os povos antigos, que viviam em pequenos grupos nômades e dependiam da caça para sobreviver. Os lobos ajudavam o homem na caça, perseguindo, farejando e até abatendo animais. Provavelmente por seu comportamento de vida em grupo, alguns lobos mais mansos aceitavam a aproximação humana e recebiam em troca restos alimentares. Com o tempo isso deu uma vantagem aos lobos, pois eles se alimentavam melhor e tinham abrigo, se reproduzindo com outros indivíduos com as mesmas mordomias, gerando cada vez mais lobos mansos e acostumados com o convívio humano.

            Em resumo, durante os últimos 20 ou 30 mil anos (ou mais) o homem vem selecionando os cães a fim de criar animais adaptados e hábeis para diversas funções, desde caça e pastoreio, até a simples companhia.

 

           

A importância do cão para o ser humano

 

            Durante muito tempo o cão tinha basicamente duas grandes funções para os povos antigos: caça e guarda. Como ainda não existia a agricultura e a pecuária, tampouco a tecnologia, a ajuda do cão era extremamente importante. Imagine que um cão (ou até um lobo) tem a capacidade de farejar, rastrear e correr por grandes áreas, infinitamente maiores que a nossa e como isso era valorizado por famílias que tinham que caçar para sobreviver.

            Após o início da agricultura e da pecuária as funções de guarda e pastoreio se tornaram mais importantes, já que era necessário proteger os rebanhos de predadores. Além dessas atividades, dá pra imaginar que mesmo usado para trabalho, o cão despertava grande admiração das pessoas, admiração essa que com o tempo e a evolução das sociedades se tornou em outra função: a companhia. O bem-estar físico e psicológico que um animal de estimação traz é notório e o homem sempre percebeu isso.

            Para a vida moderna, o cão traz muitos benefícios. Cães são utilizados pela sua coragem e força física nas polícias do mundo todo, pelo seu faro por bombeiros no resgate de vítimas de desastres, pela sua afetuosidade por terapeutas.  Pesquisas mostram inúmeros benefícios dos cães para saúde e bem-estar do ser-humano.

 

           

Curiosidades caninas

 

            Todos esses benefícios que os cães trouxeram para a humanidade são resultado de diversas características (algumas muito curiosas) que eles apresentam:

 

- Olfato e audição: o fato dos cães serem carnívoros os torna muito adaptados para caça. Isso transformou seu olfato e audição que são muito mais eficientes que os nossos, características fundamentais para caçar uma presa. Cães são capazes de farejar e respirar ao mesmo tempo e o nariz esponjoso e molhado faz com que eles capturem com mais facilidade os odores que os ventos trazem de longe. Eles também ouvem pelo menos 4 vezes mais que nós, e conseguem distinguir a direção de onde veio o som.

- Resistência ao calor: cães são pouco resistentes ao calor, pois eles praticamente não suam. Apenas entre os dedos das patas eles têm glândulas de suor, que não são suficientes para regular sua temperatura. Por isso os cães utilizam sua respiração para dissipar o calor do corpo. Quando respiram rapidamente estão ventilando seu corpo a fim de resfria-lo. Algumas raças como Husky Siberiano, Chow Chow, Pastor Alemão, Golden Retriever, entre outras, sofrem ainda mais por possuírem grossas camadas de pelo, adaptadas para invernos rigorosos. As raças de focinho curto, como o Pug e o Buldogue, também são muito sensíveis ao calor, pois não têm uma ventilação respiratória muito eficiente, tendo mais dificuldade para dissipar o calor corporal.

 

- Senso de equipe: desde seus ancestrais, os cães trabalham e vivem em equipe. Isso é um dos principais motivadores da domesticação deles, pois facilmente aprendem a obedecer e seguir ordens de seu líder. Ao contrário dos felinos, os cães não são solitários e precisam da vida em grupo para sobreviver, por isso se tornaram tão dependentes de nós.

 

- Raças: estima-se que existam mais de 350 raças caninas catalogadas. Desde animais de 1-2kg (Chihuahua) até  60-80kg (Dogue Alemão, Mastim e São Bernardo). O homem foi selecionando cães com características ímpares e reproduzindo os animais até chegar às raças que conhecemos hoje. Muitas raças foram usadas para trabalho durante séculos. Hoje em dia o foco das raças é companhia.

 

 

Mitos e crenças

 

           

- Cães enxergam em preto e branco: muitas pessoas acreditam que os cães só podem ver em preto e branco, porém isso não procede. A visão dos canídeos é bem diferente da nossa, e é adaptada para enxergar bem no escuro. Cães não enxergam a grande variação de tons que nós podemos ver, porém eles podem ver tonalidades diferentes do preto e branco.

 

- Cães odeiam gatos: apesar da crença, não existe nada que prove que cães e gatos se odeiam. Na natureza essas duas espécies não são rivais. Infelizmente algumas pessoas estimulam que cães ataquem gatos, fortalecendo essa crença. O que pode ocorrer é que animais que não foram acostumados com a presença do outro pode se estranhar por disputar território, ou até por curiosidade. Mas sabemos que existem inúmeras casas com cães e gatos vivendo juntos e em paz, e não é difícil manter uma convivência segura.

 

- Cães podem comer somente carne: como o cão é um carnívoro, algumas pessoas pensam que basta dar pedaços de carne que sua alimentação estará completa. Na natureza o cão e o lobo comem além da carne, vísceras, insetos, frutas e até alguns vegetais eventualmente. Portanto, oferecer apenas bifes ao seu cão trará graves problemas de deficiência de nutrientes em longo prazo. Alimente seu animal com produtos que respeitam a sua natureza e que ofereçam uma dieta adequada à suas necessidades nutricionais.