Categoria: Gatos

Capa de 'As características mais incríveis do Ragdoll'

As características mais incríveis do Ragdoll

O Ragdoll é uma raça de gato relativamente nova, principalmente no Brasil. Vem ganhando destaque por ter características interessantes, como seu porte grande para um gato, seu comportamento dócil, calmo e inteligente. A origem da raça envolve diversas teorias e mistérios. Continue lendo para descobrir mais sobre seu comportamento, características, curiosidades e cuidados necessários.

História da raça

A verdadeira história da origem do Ragdoll ainda é desconhecida, mas existem algumas teorias que tentam explicar como se deu o surgimento desta raça. As únicas semelhanças entre as hipóteses mais conhecidas é que a raça surgiu nos Estados Unidos e a progenitora era uma gatinha branca, chamada Josephine.

A primeira delas diz que a gata Josephine começou a se reproduzir em meados da década de 1960, dando origem a filhotes de cores lisas, ou seja, que não possuíam manchas na pelagem. Após sofrer um acidente envolvendo um carro e ter se recuperado, Josephine teve outras ninhadas, e de repente, todos os filhotes começaram a nascer com detalhes na pelagem que eram inexistentes nas ninhadas anteriores. Além da diferença nas cores dos pelos, também era possível notar que esses filhotes nascidos após o acidente eram maiores, mais dóceis e os pelos eram mais brilhantes. Essas características foram valorizadas pela criadora da raça Ann Baker, que na época decidiu fazer uma seleção genética através da reprodução desses filhotes (quando adultos) com outros felinos para padronizar a raça.

A segunda teoria é semelhante à primeira, mas a versão muda logo após o acidente. Algumas pessoas acreditam na história de que após sofrer o trauma, a gata foi levada até um laboratório veterinário para que os médicos realizassem um tipo de experiência secreta. Nesse laboratório os médicos teriam alterado os genes da Josephine, resultando em mudanças nas características físicas e comportamentais dos filhotes que nasceram alguns anos depois. Por ser mais fantasiosa do que as outras, essa é a versão menos confiável hoje em dia.

A última teoria também não foi comprovada, mas parece ser um pouco mais plausível. Essa diz que aconteceram cruzamentos entre Josephine com gatos semi-selvagens de coloração mais escura, resultando em ninhadas com alguns filhotes amarronzados e outros mais claros. Esses filhotes deram sequência a seleção genética até chegar às características que são vistas hoje no Ragdoll. Alguns criadores acreditam que o surgimento da raça também tem relação com o gato Birmanes, mas não há nenhum registro até hoje que comprove.

As características do Ragdoll

Tamanho: O Ragdoll é uma raça grande, medindo cerca de 55 centímetros de comprimento. Os machos podem chegar até os 60 cm e as fêmeas normalmente não passam dos 50 cm.

Peso: varia muito de acordo com os hábitos alimentares do animal e a quantidade de atividade física diária que ele pratica. Um felino dessa raça pode pesar entre 4 a 9 kg, dependendo da estrutura óssea do indivíduo, sendo que os machos normalmente são mais pesados por serem um pouco mais robustos do que as fêmeas.

Expectativa de vida: O tempo médio de vida dos Ragdolls é de 15 anos. Entretanto, é possível aumentar a longevidade se forem tomados cuidados básicos de saúde, como fazer visitas recorrentes a um Médico Veterinário de confiança, realizar exames de check up anualmente, ficar atento para não deixar faltar nenhuma vacina obrigatória, oferecer uma dieta de alta qualidade e fazer a castração caso o tutor não tenha a intenção de reproduzir o animal. Além desses cuidados, também é importante ficar atento ao ambiente em que o felino vive, pois o local deve ser enriquecido com brinquedos e outros objetos que permitem o animal expressar os seus instintos. Dessa forma, é possível prevenir uma série de doenças que poderiam afetar no tempo de vida do bichano, garantindo o bem-estar e maior qualidade de vida para ele.

Pelagem: os pelos do Ragdoll não costumam cair muito, são macios, brilhantes, semilongos e abundantes. Por possuírem essa pelagem densa, não é difícil ver animais dessa raça com problemas causados pela ingestão de pelos. Para prevenir que isso aconteça, é recomendado escovar esses felinos com frequência. Em relação às cores da pelagem, as mais vistas são: gelo, creme e marrom. Também é possível encontrar exemplares com coloração azulada ou acinzentada.

Comportamento: o Ragdoll é uma raça conhecida por apresentar um comportamento dócil e amoroso. Eles necessitam de atenção constante dos tutores, pois são animais mais quietos e carentes quando comparados a outros felinos. Esses pets também são bastante sociáveis e por esse motivo, são recomendados para famílias que possuem crianças ou idosos na casa. Além de todas essas qualidades relacionadas ao comportamento, outros fatores de destaque são a inteligência e a obediência da raça. É possível treiná-los com certa facilidade para exercer diversos tipos de atividades, como brincadeiras ou até alguns truques conhecidos.

Curiosidades

- A tradução livre do nome Ragdoll é “boneca de pano”. Esse nome foi dado pelo fato de que os gatos dessa raça costumavam ficar esparramados no colo dos seus tutores, parecido com as bonecas de tecido. Algumas pessoas falam que o nome surgiu porque a musculatura desses animais era mais flácida do que o normal.

- Acreditava-se que os gatos Ragdoll eram insensíveis a dor. Esse mito provavelmente foi difundido devido ao acidente de carro que aconteceu com a progenitora, e por causa do seu temperamento dócil e silencioso.

- Eles são frequentemente comparados aos cães por causa de sua simpatia e inteligência. É até possível ensiná-los a brincar de buscar algum objeto e trazer sem exigir muito tempo de treinamento.

- A raça foi desenvolvida para passar mais tempo nas casas fazendo companhia aos seus donos. Por apresentarem um comportamento dócil e inofensivo, não é recomendado deixá-los muito tempo fora de casa.

As necessidades especiais do Ragdoll

Gatos da raça Ragdoll tendem a ser bastante saudáveis e têm potencial para uma vida longa, mas, como todos os pets de raça pura, eles têm predisposição genética para alguns problemas de saúde.

Doenças genéticas

- Cardiomiopatia hipertrófica: o nome é complicado, mas trata-se da doença cardíaca mais comum em felinos. Se caracteriza por um aumento de tamanho ou espessamento de uma parte do coração, o ventrículo esquerdo. Essa alteração dificulta o batimento do coração, modificando a dinâmica de movimentação de sangue pelo órgão. Além do Ragdoll, o Maine Coon e o Persa também são raças mais acometidas. Não tem cura, porém o tratamento correto pode melhorar a qualidade de vida do animal acometido.

- Doença do rim policístico: outra condição genética que acomete algumas raças de gatos. Felinos nascidos com esse gene defeituoso têm pequenos cistos dentro dos rins e, ocasionalmente, no fígado. Os cistos crescem com o tempo e vão prejudicando os rins. Os sintomas tendem a aparecer por volta dos sete anos de idade e incluem perda de peso, vômitos, sede excessiva e problemas de saúde em geral. Embora não haja cura para esta doença, a detecção e intervenção precoces podem adicionar anos à vida do gato.

Para essas doenças genéticas e hereditárias, recomendamos checar o histórico médico dos pais e avós do felino antes de adquiri-lo. Os melhores criadores podem fornecer essas informações, além de garantir ninhadas livres desses problemas.

Doenças não genéticas

- Obesidade: cada vez é mais comum os bichanos viverem somente dentro de casa, devido aos perigos que as ruas oferecem. Com isso, as chances do desenvolvimento da obesidade aumentam, ainda mais em raças mais tranquilas, como o Ragdoll. Em geral, eles não são tão ativos quanto outras raças de gatos, mas isso não significa que eles não precisam de exercícios e estímulos físicos. É por isso que os tutores precisam não apenas fornecer uma dieta nutricional equilibrada, mas também incentivar o exercício com atividades regularmente. O enriquecimento ambiental é fundamental para proporcionar um ambiente que desperte curiosidade, incentivando-o a brincar mesmo quando você não estiver por perto

- Problemas urinários: gatos são predispostos a problemas urinários como cálculos na bexiga, infecções e obstruções. Todas essas condições tendem a exibir sintomas semelhantes, como incontinência, sangue na urina, esforço ou dificuldade em urinar, falta de apetite (devido à dor), entre outros. O Ragdoll em especial, por ser um gato caseiro e silencioso, deve ser observado ainda com mais atenção pelos seus tutores.

- Problemas digestivos: como na maioria das raças de gatos de pelos compridos, os Ragdolls podem sofrer problemas digestivos devido ao acúmulo de pelos no trato digestivo. No processo de se limparem, os gatos podem ingerir pelos. Se o gato conseguir expelir naturalmente a bola de pelos, não deverá ocorrer nenhum problema. No entanto, se o gato não conseguir eliminar os pelos coletados, ele pode sofrer com mal-estar geral, engasgos, vômitos e dor abdominal. Para ajudar a impedir a formação de bolas de pelo é essencial escovar o felino diariamente, além de oferecer uma nutrição adequada que ajude na saúde do sistema digestivo.

E como oferecer uma nutrição adequada ao Ragdoll?

Atualmente, existem dietas balanceadas de alta qualidade para gatos como o Ragdoll. A linha de alimentos funcionais N&D Quinoa contém dietas específicas para situações que o Ragdoll pode enfrentar.

N&D Quinoa Feline Weight Management

Indicada para gatos castrados ou com tendência ao ganho de peso. “Weight Management” significa “controle ou gerenciamento do peso”, em tradução livre. Este alimento oferece menos calorias, devido a teores mais baixos de gordura total. Fibras são utilizadas para aumentar a sensação de saciedade por refeição. Os ingredientes utilizados possuem um baixo índice glicêmico, favorecendo a manutenção do peso ideal.

N&D Quinoa Feline Urinary

A fim de ajudar na prevenção de problemas urinários comuns dos gatos, a Farmina desenvolveu a N&D Quinoa Urinary. Graças a uma formulação diferenciada, essa dieta é capaz de manter o pH da urina levemente ácido, o que comprovadamente ajuda na prevenção de um tipo de pedra bem comum, chamada de estruvita. O equilíbrio dos minerais dessa dieta também foi feito para desfavorecer a formação dos cálculos.

N&D Quinoa Feline Digestion

Indicado para gatos com sensibilidade digestiva, possui uma fórmula altamente digestível para a saúde do trato gastro-intestinal.  A digestibilidade desta dieta é superior a 90%, graças a qualidade superior dos ingredientes utilizados. É rica em fibras solúveis que atuam como prebióticos, como o fruto-oligossacarídeos (FOS) e mannan-oligossacarídeos (MOS). A quantidade de gordura total é um pouco reduzida para evitar desarranjos intestinais em gatos sensíveis.

Utilize um Plano Nutricional                 

Conte com a ajuda da equipe de especialistas em nutrição animal da Farmina. Com o plano nutricional é possível preencher informações sobre o caso do seu pet, seja um animal de raça como o Ragdoll, ou um vira-lata, todos precisam de uma nutrição de alta qualidade e específica. Solicite aqui essa ajuda e ainda receba um cupom exclusivo de desconto.