Categoria: Cães

Capa de 'As características mais incríveis do Golden Retriever'

As características mais incríveis do Golden Retriever

O Golden Retriever é atualmente uma das raças mais populares do mundo. É conhecida principalmente pela sua beleza exuberante, pelo seu comportamento dócil e pelas diversas funções que exerce. As mais conhecidas estão relacionadas com a caça, com o trabalho em resgate de pessoas, guia para deficientes visuais e como pet terapeutas. Confira a seguir tudo sobre esse cão incrível.

História da raça

O surgimento do Golden Retriever pode ser considerado recente quando comparamos com outras raças conhecidas. Acredita-se que a linhagem começou a ser desenvolvida nas conhecidas Highlands escocesas (zona montanhosa no norte da Escócia), em meados do século XIX, por um Lorde chamado Dudley Marjoribanks. Tudo começou quando o Lorde decidiu fazer cruzamentos entre cães com o objetivo de criar uma nova raça que pudesse ajudá-lo a caçar animais na sua propriedade. Sendo assim, o primeiro cruzamento realizado foi de um Yellow Retriever (uma espécie de raça ancestral de todos cães do tipo Retrievers) com uma raça que atualmente está extinta, conhecida como Tweed Water Spaniel. Essa raça extinta tinha o nome “water” (água, em inglês) justamente pela sua incrível habilidade na água, ajudando na pesca e na caça de aves aquáticas. Posteriormente, o Setter Irlandês e o Bloodhound também tiveram participação no processo de reprodução, contribuindo ainda mais para atingir as características físicas e comportamentais vistas até hoje. Após diversas gerações, Marjoribanks conseguiu alcançar o objetivo de utilizar seus animais (Golden Retriever) para buscar as presas (principalmente aves) abatidas pelos atiradores. A palavra “Retriever” em inglês tem o significado, em tradução livre, de “resgatador”, ou “recuperador”, e atualmente é utilizada como uma subdivisão de raças de cães que originalmente eram utilizados na captura de animais abatidos.

A primeira aparição oficial de um Golden Retriever para o mundo foi em uma exposição britânica que aconteceu no ano de 1908. Desde então, alguns exemplares começaram a chegar nas Américas por meio do Canadá, agradando muito as pessoas que praticavam a caça esportiva. A popularidade da raça cresceu mais ainda por volta de 1970, quando o ex-presidente do Estados Unidos, Gerald Ford, adquiriu um.

Atualmente os Goldens são vistos como cães de companhia principalmente. Eles são frequentemente utilizados nos resgates de pessoas (por ser dócil e um bom farejador) e nas terapias assistidas por animais por serem extremamente gentis. Outra função bastante utilizada é a de guiar deficientes visuais (cão-guia) e detectar armas e drogas nas investigações criminais.

Características da raça

Tamanho: 56 a 61 cm.

Peso: 25 a 34 kg.

Expectativa de vida: Assim como outras raças de grande porte, o Golden Retriever possui expectativa de vida de 12 a 13 anos. Entretanto, indivíduos com boa nutrição e cuidados médicos adequados, passam facilmente dessa idade.

Temperamento e comportamento:  Como foram desenvolvidos para buscar as presas, um fator muito importante nesse trabalho era não destruí-las enquanto traziam, além de serem mansos o suficiente para entregá-las sem apresentar agressividade. Por esse motivo, os cães foram selecionados de acordo com as condutas mais adequadas para essa função. Assim, os comportamentos atuais foram herdados desde aquela época. Não é à toa, portanto, que o Golden é dócil, brincalhão e carinhoso. Por possuir comportamentos amigáveis, estão entre as raças mais recomendadas para o convívio com crianças e entre as menos recomendadas para função de guarda.

Outra característica herdada dos seus antepassados é a aptidão pela água. São considerados grandes nadadores, assim como os cães da raça Water Spaniel, seus progenitores. Pelo fato de que o Water Spaniel nadava nas águas geladas do Reino Unido, os Goldens desenvolveram uma ótima resistência contra o frio através do seu tipo de pelagem.

Pelagem: Lisa e sedosa, cor dourada a creme. Os Goldens possuem a pelagem dupla, que nada mais é do que duas camadas de pelo. A primeira (chamada de subpelo) é composta por pelos curtos e densos que exercem a função de isolamento térmico e proteção da pele. Já a segunda camada é composta por uma pelagem longa e sedosa. Cães com esse tipo de pelagem necessitam de cuidados como a escovação diária e tosa apenas na tesoura (em épocas de calor). Não é recomendado a tosa na máquina, pois o equipamento retira o subpelo, que possui funções importantes.

Nível de atividade: precisa de muito exercício físico para manter a sua saúde psicológica e muscular, pois são bastante enérgicos.

Curiosidades:

- São da mesma família dos Labradores (Retriever também);

- Os três primeiros  cães a ganhar o título de obediência pelo American Kennel Club foram cães da raça Golden Retriever;

- Eles estão entre as raças mais populares do mundo todo.;

- Foi reconhecido como raça no Kennel Club Inglês em 1911 e reconhecido no Kennel Club Americano em novembro de 1925.

As necessidades especiais

Como todas raças de cães, os Goldens Retrievers apresentam necessidades especiais, isto é, características que requerem uma maior atenção do tutor e dos veterinários. Veja a seguir:

Problemas articulares

Por ser um cão de grande porte, o Golden tem uma maior incidência de problemas articulares. Porém, existe uma doença articular genética chamada displasia coxofemoral que é muito mais comum nesta raça. Estima-se que aproximadamente 15% dos Golden apresentam ou vão apresentar esse problema em algum momento da vida.

A displasia coxofemoral é uma é caracterizada por uma frouxidão dos tecidos ao redor da articulação da bacia, somada a uma má formação da cabeça do fêmur e do acetábulo, que exatamente onde o fêmur encaixa. Essas condições criam uma predisposição subluxação, que é quando a articulação sai do lugar de maneira sutil, porém recorrente. Com o tempo, isso acarretará em dores e dificuldade de locomoção.

Por ser uma doença genética hereditária, é possível evitá-la ao não reproduzir indivíduos que têm o gene. Criadores certificados apresentam testes genéticos negativos de displasia dos seus cães. O tutor deve sempre procurar por criadores sérios, e que trabalham dentro dos mais altos padrões de qualidade e bem-estar dos animais. 

Tendência ao ganho de peso

Não se sabe exatamente porquê, mas o Golden, assim como outros retrievers, tem uma tendência maior a engordar. Talvez seja porque são cães que foram desenvolvidos para o trabalho físico intenso, principalmente nadando, e para viver em locais muito frios, que demandam uma maior capa de gordura subcutânea para proteção. Sabemos que na maioria dos casos, atualmente, eles não praticam mais tanto exercício físico e vivem em locais mais quentes.

É importante cuidar da alimentação do Golden na quantidade diária recomendada de acordo com a raça. Um Plano Nutricional pode te ajudar na escolha, clique aqui e preencha as características individuais do seu cão para receber uma dieta formulada para ele!

Pele e Pelagem

A linda pelagem do Golden requer cuidados. Não que eles tenham mais chances que outras raças de adquirir doenças de pele e pelo, mas sim que o tutor deve estar atento para evitar problemas que podem se tornar graves caso não tratados. Por serem muito peludos, feridas na pele não são visíveis no início.

Durante a mudança das estações do ano, é comum haver uma queda de pelos mais acentuada. Isso é normal, e faz parte da adaptação do cão para o clima que está vindo. Essa característica exige, portanto, uma escovação diária que irá retirar pelos mortos e estimular a chegada de novos fios. Uma nutrição de qualidade é fundamental para que nutrientes cheguem a essas estruturas, mantendo o Golden protegido e belo.

Porque a nutrição é tão importante!

Apesar de termos apresentado essas necessidades especiais que podem assustar quem está pensando em ter um Golden, saiba que é possível evitar esses problemas e ter um animal longevo e saudável. E a nutrição é um dos grandes pilares para que isso aconteça.

Primeiramente, a dieta dos cães deve sempre respeitar a natureza desses animais. Apesar dos milhares de anos de domesticação, o cão ainda guarda muitas características do lobo, o seu ancestral. E com Goldens Retrievers não é diferente! A alimentação deles deve basear-se em alimentos de origem animal, com moderado carboidrato e rica em antioxidantes naturais presentes em vegetais encontrados na natureza. 

Condroitina e glucosamina: Para ajudar e diminuir as chances de problemas articulares, existem alguns elementos que podem ser incluídos na dieta dos Goldens. O sulfato de condroitina e o sulfato de glucosamina são substâncias naturais reconhecidas por seus efeitos benéficos para as articulações. Elas apresentam propriedades protetoras dos tecidos articulares, ajudando na reparação de lesões e na manutenção de cartilagens saudáveis.

Ômega 3: Uma das principais propriedades dos ácidos graxos (gorduras) do ômega 3 é a anti-inflamatória. Entre essas gorduras, está o EPA  e o DHA. A capacidade de regular a inflamação está associada ao EPA, pois é um precursor de moléculas que controlam os processos inflamatórios no corpo todo. Já o DHA está envolvido com o desenvolvimento cognitivo (memória, capacidade de aprender) dos cães, principalmente em filhotes. O DHA também exerce uma importante função na visão, ajudando no desenvolvimento da retina e na proteção do globo ocular.

Além desses benefícios, o ômega 3 como um todo está intimamente ligado com a saúde da pele e da pelagem. Animais que ingerem quantidades ideais desses nutrientes apresentam melhor hidratação, brilho e maciez, pois o ômega 3 chega até as camadas mais externas da pele.

Controle do peso: Não existe forma mais eficiente de evitar o ganho de peso do que através de uma dieta equilibrada. Mesmo Goldens que não sejam obesos devem tomar cuidado com essa questão. Uma alimentação balanceada, rica em proteínas, baixa em carboidratos, com gorduras saudáveis e com fibras é o ideal para esses animais. Existem dietas específicas para pets com tendência ao ganho de peso. É o caso da N&D Quinoa Weight Management, que contém baixos teores de gordura, e consequentemente, uma menor densidade energética total (calorias). Contém também um incremento de fibras, que aumentam a sensação de saciedade. Um dos carboidratos presentes na fórmula é a Quinoa, um alimento de baixo índice glicêmico. Além disso, N&D Quinoa Weight Management contém ingredientes funcionais como brócolis e aspargos, ricos em antioxidantes naturais. Os sulfatos de condroitina e glucosamina estão presentes também, a fim de ajudar na saúde articular.

A linha N&D Quinoa oferece uma nutrição com ingredientes funcionais, com mais de 90% de proteínas de origem animal, utilizando matérias primas nobres e de alta digestibilidade, selecionadas rigorosamente junto aos melhores fornecedores homologados. Nesta linha, além de dietas para redução do ganho de peso, existem opções para animais com sensibilidade digestiva e para cães com pele sensível. 

Para checar qual é a melhor dieta para o seu cão, seja ele um Golden Retriever ou não, inclusive se for um simpático SRD (ou vira-lata), você pode solicitar um Plano Nutricional. Clique aqui e receba este plano com uma vantagem, um desconto exclusivo e ofertado no ponto de venda mais próximo do seu endereço!