Categoria: Cães

Capa de 'As características incríveis do Shih Tzu'

As características incríveis do Shih Tzu

O Shih Tzu é uma raça muito procurada. Talvez por causa dos espaços cada vez menores nas residências e do desejo das pessoas em ter a companhia de um pet em casa, os Shih Tzus são um dos preferidos. Quem está procurando por um novo companheiro já deve ter escutado falar sobre essa raça, que se destaca pelo seu comportamento dócil e brincalhão. Veja nesse artigo as principais características físicas e comportamentais do Shih Tzu. 

História da raça

Acredita-se que o Shih Tzu é uma raça originada no Tibet, mas que foi desenvolvida na China por alguns criadores locais e imperadores que habitavam os palácios. Muitas pessoas confundem o Shih Tzu com o Lhasa Apso devido às semelhanças físicas e comportamentais que as duas raças têm. Essas semelhanças podem ser facilmente explicadas, pois segundo pesquisas, o Shih Tzu provavelmente surgiu através do cruzamento entre o Lhasa Apso e o Pequinês, outras raças originárias da China.

Durante a história, a raça foi sempre querida pelos imperadores. Esses cães eram muito mimados e criados desde início para companhia, sendo utilizados para aquecer o colo das pessoas da realeza. Diz a história que os nobres presenteavam os criadores quando eles desenvolviam animais ainda mais belos e afetuosos. Por serem considerados valiosos aos imperadores, os Shih Tzus demoraram a aparecer no mundo. A visibilidade só aumentou em 1930, quando os criadores formaram clubes de raças em Pequim.   

Após a raça se popularizar na China, foi a partir da Inglaterra que o Shih Tzu se espalhou pelo mundo. Desde então, o Shih Tzu tem sido um dos pets mais populares, principalmente no Brasil e no Reino Unido. Além do seu porte pequeno, que se adapta muito bem aos apartamentos e casas pequenas, eles conquistam cada vez mais admiradores pela sua beleza e carisma. 

As características do Shih Tzu

Tamanho

Conforme dissemos acima, a raça é de porte pequeno e não deve passar de 27 centímetros.

Peso

É bastante variável, mas um Shih Tzu saudável deve pesar de 4 kg a 8 kg. Os machos costumam ser um pouco mais pesados do que as fêmeas.

Expectativa de vida

Raças de pequeno porte costumam viver mais tempo do que raças de grande porte. A expectativa de vida do Shih Tzu é de aproximadamente 14 anos, mas eles podem viver mais caso o tutor tome alguns cuidados básicos durante a vivência do seu melhor amigo. Para aumentar a expectativa de vida, é preciso ficar atento com a saúde em geral, proporcionar condições de bem-estar animal e fornecer uma alimentação de alta qualidade que atenda todas as necessidades nutricionais. Além disso, é indicado visitar um Médico Veterinário de confiança regularmente, fazer o procedimento de castração caso não tenha a intenção de procriar e seguir o protocolo vacinal corretamente. Dessa forma, o tutor pode prevenir uma série de doenças e proporcionar uma boa qualidade de vida ao seu cão.

Temperamento e comportamento

Um animal amigável, geralmente dócil e alegre. Essas características têm bastante relação com a sua criação, pois a raça não foi desenvolvida para exercer funções como caça ou guarda. São indiferentes com estranhos, mas latem para avisar da sua presença.

O Shih tzu é considerado um cão inteligente e um pouco teimoso. Para aprender algum comando novo é preciso ter paciência e repetir os exercícios frequentemente. Eles também são bastante brincalhões e não podem ver uma oportunidade de chamar a atenção para que o tutor dê início a uma nova atividade divertida. Justamente por estarem acostumados a ficarem perto e ter a atenção dos seus tutores, são mais propensos a desenvolverem problemas de comportamento, como ansiedade de separação, por exemplo.

Pelagem

Cães dessa raça possuem uma pelagem abundante, com pelos longos, densos, lisos e não lanosos. Além dos pelos longos, o Shih Tzu também possui uma camada de subpelos que é responsável por proteger o animal das baixas temperaturas (funciona como uma camada térmica). Outro fator interessante da pelagem desses cães é que eles soltam pouco ou quase nenhum pelo, o que favorece muito as pessoas que sofrem com alergias ou que mantém o cão dentro de casa sempre. Por possuírem uma pelagem comprida, é recomendado que o tutor prenda o pelo da cabeça para não cair no olho, evitando irritações.

Em relação às cores da raça, não existe um padrão específico ou uma limitação de variedades. As mais comuns são cores brancas misturadas com alguma outra cor, geralmente preto, marrom, caramelo ou um tom mais alaranjado. 

Curiosidades

Assim como a maioria das raças, os Shih Tzus também possuem curiosidades que fazem parte da sua história. Confira a seguir as mais interessantes! 

- Shih Tzu significa “cão leão”.

- O nome pode ser pronunciado de diversas maneiras, dependendo da localização. É correto pronunciar “Sheet –su” ou “Sheed zoo”. Na China eles chamam a raça de “Sher-zer”.

- Pelo fato de que eles foram desenvolvidos para ficar no colo das pessoas da realeza, sua natureza não é das mais agitadas. Esse tipo de comportamento menos enérgico contribui para que eles fiquem acima do peso com maior facilidade.

- Famosos como a Rainha Elizabeth II e a cantora Miley Cyrus possuem um Shih Tzu.

- O Shih Tzu era o animal de estimação mais popular durante a dinastia Ming.

- Eram classificados como Lhasa Apsos antigamente, mas isso mudou na Inglaterra, onde eles se tornaram uma raça separada, em 1935.

As necessidades especiais

Separamos alguma das afecções mais recorrentes da raça e alguns cuidados especiais que você deve ter com o seu pet caso ele seja um Shih Tzu. Os principais problemas de saúde envolvidos estão relacionados com a visão e com o sistema respiratório. Ambos podem ser justificados através da anatomia típica da raça. Entretanto, por mais que o Shih Tzu possua maior tendência a desenvolver certas patologias, isso não quer dizer que eles irão desenvolver. Eles apenas possuem um pouco mais de chance de apresentar certas condições do que outros cães. 

Pelagem

Uma pelagem comprida necessita de cuidados especiais e escovação diária para ficar bonita, limpa e não acumular nós. Devido a essa necessidade, alguns tutores optam por tosar o pet frequentemente. Caso você prefira manter a pelagem longa, uma boa opção para manter a higiene em dia é fazer apenas a tosa higiênica. 

Doença do olho seco

Essa é uma patologia comum em animais que possuem o globo ocular grande e protuberante. Chamada na medicina veterinária de Ceratoconjuntivite seca, essa enfermidade consiste em um defeito na produção das lágrimas, que pode ser tanto na quantidade produzida como na qualidade desse filme lacrimal. Como o olho fica mais seco do que o normal, os pets ficam com a região bastante irritada. Na tentativa de diminuir esse incômodo, eles acabam se coçando e lesionando a córnea com as unhas, evoluindo o quadro para uma úlcera de córnea. 

Coprofagia

A coprofagia é o ato do animal comer as próprias fezes, ou de outros animais. O motivo pelo qual essa raça possui maior predisposição a ter esse tipo de comportamento não é sabido. Existem várias causas que levam a esse hábito, desde deficiências nutricionais até a presença de vermes intestinais, e em muitos casos está envolvido com falta de atividades diárias. A coprofagia pode surgir pelo simples fato do cão estar entediado e sem estímulos, disparando um comportamento de ingerir o que estiver disponível.

Problemas respiratórios

Como você já deve ter reparado, o focinho do Shih Tzu é pequeno e curto quando comparado à maioria das raças, o que o caracteriza como braquicefálico. O problema é que por ser mais curto, o ar chega aos órgãos respiratórios mais frio, impuro e seco, o que aumenta as chances de desenvolver problemas respiratórios, principalmente no inverno. Além disso, essa anatomia diminui a capacidade respiratória do cão, que terá dificuldades de controlar sua temperatura em dias quentes. Os cães praticamente não suam, dependendo muito da troca de calor através da respiração ofegante.

Apetite Seletivo

Tanto o Shih Tzu quanto outros cães de raça pequena costumam apresentar um apetite mais seletivo, chamado também de apetite caprichoso. Existem duas principais razões para isso:

- Menor capacidade olfativa: isso ocorre nas raças braquicefálicas, pois o fluxo de ar é muito menor para dentro das narinas. Alguns desses cães nascem com as narinas com uma passagem muito estreita, dificultando bastante o olfato. Sabemos que os cães selecionam o que vão comer pelo odor do alimento.

- Muito mimos: sabemos que Shih Tzus e outros cães que costumam ficar no colo, no sofá e muito perto dos seus tutores, podem receber mimos em excesso. Petiscos e comidas caseiras vão habituar o cão a comer apenas isso, deixando seu paladar viciado em alimentos com sabor extremamente pronunciado.

Como a nutrição pode ajudar o Shih Tzu

Uma nutrição completa, equilibrada e de alta qualidade é fundamental para saúde do cão. Veja a seguir alguns itens que devem estar presentes na dieta do Shih Tzu:

EPA e DHA: Esses dois elementos são ácidos graxos ômega-3. O EPA é o ácido eicosapentaenoico e DHA é o ácido docosaexaenoico. Os ácidos graxos ômega-3 são uma parte essencial do metabolismo dos cães, no entanto, eles não podem ser produzidos pelo corpo, devendo ser consumidos através da dieta. Os benefícios relatados desses elementos são bastante vastos, no entanto, alguns podem ser destacados.

- Reduzir a inflamação, como por exemplo, na osteoartrite ou doença inflamatória intestinal: Foi demonstrado que o óleo de peixe naturalmente rico em DHA e EPA pode reduzir as citocinas inflamatórias, moléculas responsáveis ​​por causar reações inflamatórias (dor, inchaço, dor, etc.)

- Melhora a função cognitiva: O DHA é um componente estrutural primário do cérebro e vários estudos em humanos mostram que o DHA tem papel ativo na cognição e aprendizado.

- Ajudar em dermatites e alergias, melhorando a saúde da pelagem: Os ácidos graxos essenciais ômega-3 estão relacionados com alívio da inflamação da pele (dermatite) causada por alergias, bem como melhoram o "brilho" da pelagem.

- Sistema cardiovascular saudável - Os ácidos graxos essenciais ômega-3 podem ajudar a controlar os níveis de colesterol e triglicerídeos (gorduras) no sangue.

Minerais orgânicos: Estes nutrientes estão presentes em inúmeros processos que ocorrem no organismo, e, portanto, é obrigatório que estejam na dieta. Porém, algumas vezes podem ser mal absorvidos pois são substâncias inorgânicas. Para que a absorção seja a melhor possível, é necessário unir o mineral a um elemento orgânico, como um aminoácido. Esses minerais ligados a aminoácidos são chamados de orgânicos ou quelatados.

Dietas mais palatáveis: Conforme explicamos anteriormente, o Shih Tzu é conhecido por ter um paladar exigente. Pensando nisso, já existem dietas que contém ingredientes mais palatáveis, ou seja, mais atrativos ao cão. A inclusão de carne de diferentes fontes (frango, pato, cordeiro e peixe) na fórmula, além de outras matérias-primas naturais que são apreciadas pelos cães, como ovo, carne suína, gorduras de origem animal (óleo de peixe), e carboidratos selecionados, mas em quantidades moderadas, vão garantir um alimento saboroso e atrativo.

Para ter acesso a uma dieta com esses ingredientes citados acima, além de outros como antioxidantes naturais e essências botânicas, sem transgênicos e conservada com apenas conservantes naturais, utilize o Plano Nutricional Farmina. O Plano vai indicar uma dieta específica, que leva em conta as características do seu animal de estimação, como idade, gênero, peso, condição de saúde, entre outras. Uma vantagem adicional é um cupom de desconto exclusivo gerado pelo sistema, com a indicação da loja participante mais próxima da sua residência. Clique aqui para ter esses benefícios.